Lagoinha sua linda!

Os nordestinos sabem usar muito bem das belezas naturais como forma de renda com o turismo (apesar de haver exceções ainda mais quando se extrapola dos recursos naturais). Na praia de Lagoinha isso é muito visível, pois em um mesmo lugar além dos restaurantes a beira mar, fizeram um passeio que envolve 3 tipos de transporte: o pau de arara (típico da região), o catamarã e o buggy, onde o turista entra em contato com a cultura e a população local.

A praia fica na cidade de Paraipaba a cerca de 124km de Fortaleza e o passeio até Lagoinha custou R$40,00. A praia tem 15km de extensão entre dunas de areia, falésias, coqueirais e lagoas de água doce. Chegamos ao restaurante, fizemos nosso pedido de almoço (como de praxe nos passeios do Nordeste) e fomos fazer o passeio com os 3 modais, que é um opcional e custa R$50,00 por pessoa.

Cartão postal de Lagoinha

Primeiro embarcamos no pau de arara, uma pick up adaptada com bancos que nos levou até um restaurante na beira da Lagoa das Almécegas. No trajeto um guia local, jovem e piadiasta, distrai a todos com brincadeiras sobre a população cearense e também sobre os turistas. O local de parada é gostoso e ficamos cerca de 30 minutos desfrutando do local, que tem diversas redes, inclusive dentro da água e experimentando a caipirinha de caju, fruta que era vista aos montes no local.

????????????????????????????????????

Lagoa das Almécegas

Pau de arara

Depois embarcamos em um catamarã atravessando a lagoa e chegando ao local onde pegamos o buggy. Essa travessia durou uns 10 minutos, é bem rápida e como o lago é tranquilo, o cataramã quase não mexe. Partimos com o buggy em direção à Lagoa do Jegue,  quando a paisagem vai mudando e ficando cada vez mais bela. Há uma pequena parada para ver a lagoa e a fusão dela com o mar e depois partimos para o mirante natural da praia, onde a vista é incrível! Sobre o passeio em geral, acho imperdível pra ver todas as belezas da praia além de ter mais contato com os habitantes locais. Também recomendado pra todas as idades, até minha avó de 82 anos foi junto e adorou!

Encontro da lagoa com o mar

Encontro da lagoa com o mar

Retornamos ao restaurante para almoçar e passar o resto do dia. No local tem banheiros, chuveiros externos e guarda volume, então dá pra levar uma troca de roupa caso queira tomar um banho de mar e até pra tirar a areia do corpo depois do passeio. Nós ficamos no restaurante Fateixas, onde a comida é muita gostosa e achamos os pratos mais baratos do que nas outras praias. Nesse dia comemos um prato com lagosta, bem gostoso!

Vista do mirante no passeio de buggy

Vista do mirante no passeio de buggy

O passeio rendeu lindas fotos! Vale muito a pena conhecer!!!

IMG_1725   ????????????????????????????????????

Pescador na Lagoa do Jegue

Pescador na Lagoa do Jegue

Um dia de diversão!

IMG_1044

Ir pra Fortaleza e não ir ao Beach Park é a mesma coisa que ir a Paris e não visitar a Torre Eiffel. Tá, exagerei um pouquinho…. hehehe… mas é mais ou menos isso! Vale a pena tirar ao menos um dia pra esquecer de tudo e voltar a ser criança!

O ingresso para o parque não é dos mais baratos (caro como tudo lá dentro) está custando R$180,00 por adulto e R$170,00 para crianças acima de 1 metro e até 12 anos. Crianças abaixo de 1 metro não pagam (acompanhadas de um adulto pagante). Mas já há alguns meses há boatos que o valor vai aumentar, não só com a chegada do verão, mas também com a inauguração da nova atração, o “Vaikuntudo”, previsto pra novembro.

O Beach Park é, de acordo com o site TripAdvisor, o 2° melhor parque aquático do mundo. E não é por menos, a estrutura é grande, bem cuidada e diversificada, com atrações para todas as idades e diferentes níveis de emoção. Ele está localizado no município de Aquiraz, a 15km de Fortaleza.

IMG_0998

A bilheteria abre as 10h30min e o parque aquático funciona das 11hrs as 17hrs. Além do ingresso do parque, na bilheteria você precisa fazer um cartão consumo pra comprar as coisas dentro do parque e ele é usado tanto pra alimentação quanto pra outros extras, como souvenirs e fotos. No cartão você coloca o valor que imagina que vai consumir e caso precise carregar mais pode fazer dentro do parque, assim como no final, se sobrar crédito, é devolvido em dinheiro. Outra coisa importante são os guarda-volumes, essenciais se a ideia é ficar o tempo inteiro na água. Eles têm dois tamanhos e custam cerca de R$22,00 o pequeno e R$44,00 o grande. Sim, tudo é muito caro lá dentro!

Sobre a alimentação, há uma opção de restaurante mas como não queríamos parar pra almoçar e pagar uma fortuna, pegamos um combo de cachorro-quente + refri + batata “Ruffles” por cerca de R$25,00. Como tudo é muito caro lá dentro, quase não comemos e bebemos nada! Uma cerveja lata custava R$9,00, uma garrafinha de água (pequena mesmo) era R$6,00, e assim vai… Já mandei um e-mail de feed back pro parque e fiz minha avaliação no TripAdvisor sugerindo que fizessem como na maioria dos parques de Cancun: no valor do ingresso já está incluso refeições, bebidas e serviços (armário, toalha, etc), você paga caro na entrada mas ao menos sabe o quanto vai gastar e ainda pode parcelar o valor se for o caso.

Bom, vamos aos brinquedos porque o jeito foi esquecer os preços, o que na verdade  foi bem fácil! 🙂 Começamos com alguns brinquedos mais tranquilos pra depois partir pros mais radicais. O “Ramubrinká” é uma atração moderada, com diversas opções de toboáguas, pra descer com bóias duplas ou individuais e outras opções sem bóias, bem divertido!

IMG_1025

Ramubrinka 🙂

Depois partimos pra uma atração mais radical o “Arrepius” com 5 toboáguas diversos, destacando o Arre Doidus, uma cápsula onde você entra e começa a escutar as batidas de um coração (que parece o seu próprio), depois uma mulher faz a contagem regressiva e antes de chegar ao 1 ela abre embaixo dos pés e despenca pro toboágua, haja coração! Também nessa atração tem uma opção de bóia com 4 pessoas que vale bastante a pena, muito legal!

IMG_1029

Não tínhamos crianças no grupo, mas também há muitas atrações pra elas, como o Acqua Circo, Arca de Noé, entre outros, além de piratas e outros personagens andando pelo parque divertindo as pessoas! Duas atrações pra quem não gosta dos toboáguas ou pras pessoas de mais idade são o Maremoto (piscina com pequenas ondas) e a Correnteza Encantada.

Por fim, não podiam faltar as atrações que considerei as mais emocionantes: O Kalafrio e o Insano. O Kalafrio lembra um barco viking, que desce em uma inclinação de 90° em bóias duplas, um de frente pro outro, dando a sensação de que vai virar 180°. Já o Insano é um caso a parte.  São 41 metros, equivalentes a um prédio de 14 andares, onde você pode chegar a 105km/h, sendo que logo na saída, na inclinação o corpo descola do toboágua! Pensa no frio na barriga! Mas é muito legal, eu fui 2x! E a vista lá de cima é linda também!!!

IMG_1037

Enfim, o que eu posso dizer é que apesar de ser caro, vale a pena voltar a ser criança, enfrentar os medos e aproveitar ao máximo o parque! No final estávamos com dor nas pernas de tanto subir as escadas do parque mas as risadas e as lembranças são inesquecíveis!

Fortaleza outra vez!

Após praticamente 1 ano, lá estava eu novamente em Fortaleza-CE. Em outubro de 2014 eu tinha ido à trabalho e a cidade já me encantou, não só pelas lindas praias, diversidade gastronômica e de lazer, mas também pela simpatia do cearense – piadista e criativo que tira a risada do seu rosto em poucos segundos.

Dessa vez fui como guia de um grupo de 23 pessoas, muitos desconhecidos entre si e de diversas idades, mas o que não impediu que todos se divertissem e aproveitassem muito a estada em Fortaleza! Nossos dias foram quentes, com temperaturas médias de 27°C e picos de mais de 30°C durante o dia quando as nuvens decidiam ir embora e o sol brilhava com toda a força!

Grupo Alpina

Ficamos hospedados no Hotel Ponta Mar, um hotel 3 estrelas da Rede Seara que tem mais dois hotéis na orla, o Praiano e o Seara, superiores a esse. O Ponta Mar foi uma escolha minha por estar na beira mar da Praia de Meireles – uma das principais de Fortaleza e onde está localizada a feirinha de artesanato – e bem próximo a Praia de Iracema. Além disso, é possível sair a pé a mercados, farmácias e bancos, além de estar próximo a muitas opções de bares e restaurantes.

O hotel possui uma piscina e uma jacuzzi para lazer, além de um pequeno espaço kids. Também possui restaurante próprio aberto ao público e um local que vende sanduíches naturais. Os quartos são muito bons, bem espaçosos e equipados com TV a cabo, ar condicionado, minibar, cofre e camas muito confortáveis. Achei as instalações do banheiro um pouco antigas, mas tem secador de cabelo e uma ótima ducha! Enfim, atendeu muito bem às nossas necessidades e fica como sugestão de hospedagem.

              ponta mar IMG_0920

Como se tratava de um grupo e tínhamos apenas 5 dias em Fortaleza já deixamos contratados todos os passeios previamente com a empresa C Brasil, que nos atendeu muito bem desde a chegada até o dia da saída, com bons veículos, pontualidade e cordial serviço dos guias, em especial o Silvio Carlos, que nos acompanhou durante todos os passeios. Há muitas opções de empresas e de pessoas oferecendo passeios na orla, vai depender do tipo de viagem que você vai fazer, pode ser vantajoso no preço mas as vezes não condizer com bons serviços e confiança de uma empresa conceituada.

Nossa programação de viagem foi a seguinte:

1º Dia: Chegada ao hotel e restante do dia livre. Alguns optaram por assistir um show de humor a noite com a Rossicléa no Lupus Bier, que tem um bom custo X benefício pois é cobrada entrada de R$39,90 por pessoa e servido buffet com massas e comida regional e show de humor e de forró. É uma opção pras noites de terças, quintas, sextas e sábados.

2º Dia: Fizemos city tour + Cumbuco. Em outro post, clique aqui, expliquei como foi a minha primeira experiência, por isso não vou entrar em detalhes. O city tour é bem rápido, de dentro do ônibus o guia explica um pouco sobre os prédios históricos e depois há uma parada no Centro de Artesanato Regional, que é um  antigo presídio, onde é possível encontrar diversos produtos da região, principalmente peças em renda. Esses produtos podem ser vistos também na feirinha da beira mar. O restante do dia passamos em Cumbuco, um passeio que acho imperdível, principalmente por causa do buggy (de preferência “com emoção”) um opcional que deve ser comprado separadamente e está custando R$280,00 o buggy pra 4 pessoas = R$70,00 por pessoa. Ir pra Fortaleza e não fazer esse buggy é como ir pra Paris e não ir na Torre Eiffel… hehehe

Orla de Cumbuco

3º Dia: Era segunda-feira e achamos um dia ótimo pra ir ao Beach Park! Compramos os ingressos antecipadamente, não só por não precisar pegar fila, mas porque haviam nos informado que o ingresso iria sofrer aumento em breve, o que por enquanto não aconteceu, mas deve ter aumento em novembro quando será lançado o novo brinquedo do parque. Conto mais detalhes em um post especialmente pra ele. Mas vou adiantando, é imperdível!!!

A noite o grupo foi ao Pirata Bar – http://www.pirata.com.br/ – conhecido como a segunda-feira mais louca do mundo, o bar é temático, onde decoração e garçons são caracterizados. A noite tem banda de forró pé de serra, músicas nordestinas, dançarinos, quadrilha e muita animação! Depois da meia noite começa a festa com música diversificadas e varre a madrugada pros baladeiros de plantão – mas que não eram os nossos, já que estávamos exaustos do dia no Beach Park! O bar é outro lugar imperdível em Fortaleza!

       IMG_1663 IMG_1665

4º Dia: Passamos o dia na praia de Lagoinha. Cartão postal do Ceará a praia é mais exótica e onde é possível ter mais contato com os pescadores e moradores locais. É uma praia linda e merece um post especial pra ela também. Não perca!

DSC_0449

 5º Dia: Foi o dia do nosso retorno, tivemos um tempinho para últimas compras e uma caminhada na orla de Fortaleza e partimos pro aeroporto às 12hrs. Fortaleza vai deixar saudades e já quero programar um retorno pra conhecer o restante das praias e quem sabe passar uns dias em Jericoacoara!

IMG_1766