Foz do Iguaçu – Parte 1

Foz do Iguaçu é um dos destinos imperdíveis do Brasil, ao menos na relação CustoXBenefícioXBeleza. Tive a oportunidade de conhecer Foz a trabalho, visitando o Festival das Cataratas e fazendo algumas visitas rápidas nas Cataratas no lado brasileiro, no Parque das Aves e em Itaipu, e sempre quis retornar.

As várias opções de voos diretos, ao menos saindo de Curitiba (meu aeroporto de origem) e com bons preços, trazem facilidade e praticidade para nós, o que permite uma viagem de poucos dias. Aproveitando essa condição e o feriado em São Bento do Sul (23/09 é o aniversário da cidade), coloquei em ação a ideia de voltar à essa maravilha do mundo.

Busquei montar um pacote onde o grupo pudesse aproveitar da melhor maneira possível as opções de Foz e região partindo em um voo da GOL no sábado às 09h56 de Curitiba e retornando no dia 23/09 às 19h30. Porém, não contava com um cancelamento da GOL onde fomos reacomodados em um voo as 17h50. Paciência né? Tivemos que alterar o roteiro e “enxugar” um pouco nossas horas de passeio, mas nada que nos impedisse de aproveitar a cidade.

Voo no horário previsto e chegada ao nosso hotel, o Dany, por volta de 19h30. O Hotel Dany foi uma indicação da operadora que montou nosso pacote, a MGM Operadora, que pelos comentários (costumamos usar o TripAdvisor nos baseando em comentários de quem já visitou o hotel), pareceu ser uma boa opção. O Hotel é simples e foi reformado recentemente. Tem uma ótima localização, no centro da cidade, onde é possível caminhar até opções de restaurantes e comércio local. Apesar de não ter opções de lazer, como piscina, o que recomendo pra quem pretende ficar mais de 3 dias, foi uma boa opção para dormir, tomar um banho e aproveitar o café da manhã.

O dia seguinte nos aguardava com um céu azul e sol brilhando nos empolgando a iniciar um dia repleto de passeios! A empresa de receptivo que organizou nossos passeios foi o Brasil das Águas e iniciamos com uma visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu – a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta. Fizemos a visita externa com nosso próprio ônibus, parando para algumas fotos da barragem apesar de as comportas estarem fechadas, e no final foi mostrado um vídeo institucional sobre a Usina. O passeio dura cerca de 2 horas e vale a visita pela importância energética que este tem para o Brasil. O ingresso da Visita Panorâmica custa R$26,00, sendo meia para crianças de 7 a 12 anos, estudantes, professores, idosos e doadores regulares de sangue. Quer saber mais? Acesse os sites: http://www.itaipu.gov.br/ e https://www.turismoitaipu.com.br/.

Usina de Itaipu - Foto: Arquivo Pessoal.

Usina de Itaipu – Foto: Arquivo Pessoal.

Nossa próxima parada foi no Parque Nacional do Iguaçu, as Cataratas Brasileiras, que é dirigido pelo Instituto Chico Mendes e foi intitulado como sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO. O parque tem uma estrutura muito bonita e bem cuidada, com um centro de visitação onde está a bilheteria e opções de souvenirs, sanitários, passeios, e demais serviços. Além disso, as trilhas e passarelas que levam aos mirantes e aos pés das cataratas têm ótima estrutura. Os ingressos custam R$29,20 para brasileiros (o dobro para estrangeiros) e tem preços diferenciados para moradores dos países do Mercosul, além de que crianças e idosos só pagam R$7,90. Mais informações: https://www.cataratasdoiguacu.com.br/.

A caminhada até as quedas principais é longa e cheia de escadas, por isso não é recomendada para idosos ou pessoas que tenham alguma dificuldade de locomoção, sendo que uma alternativa é ir de ônibus até o local onde estão as lanchonetes e o restaurante Porto Canoas (ótima opção para o almoço) e descer com o elevador até os pés das Cataratas. Independente de como você chega lá, a vazão das águas é impressionante e a paisagem é maravilhosa, e nos renderam ótimas recordações. Eu gostaria de ter feito o Macuco Safari, passeio de bote mais aventureiro que vai até embaixo das cataratas. Mas como estávamos em grupo e com horário apertado, ficou para uma próxima vez.

montagem blog catbra

Cataratas Brasileiras. Foto: Arquivo Pessoal.

Por fim, passamos o restante da tarde no Parque das Aves. O santuário é parecido com um zoológico, mas o contato com a natureza ao seu redor é muito maior. É possível entrar no recinto de algumas aves e chegar muito perto de tucanos, araras e outros animais da nossa fauna. Vale muito a pena, principalmente com as crianças, que hoje em dia não têm muita oportunidade de conviver com os animais. Nosso ingresso estava incluso no passeio, mas separadamente custa R$20,00 por pessoa. Entre no site e veja um pouco dessa linda atração http://www.parquedasaves.com.br/.

Acompanhe o restante no próximo post!

parque

Parque das Aves. Foto: Arquivo Pessoal.

Por que um blog sobre viagens?

Tenho como filosofia de vida aproveitar cada momento para conhecer novos lugares, culturas e sabores. Pra mim, não adianta nada ter bens materiais e não ter bagagem de experiências de vida!

Escolhi uma profissão que me dá oportunidade para fazer diversas viagens, a lazer ou a trabalho, permitindo que eu conheça pessoalmente alguns destinos. Além isso, como bacharel em Turismo e Hotelaria e trabalhando desde 2010 em agência de viagens, percebi a importância de ter a informação correta para que meus clientes pudessem aproveitar ao máximo suas viagens.

Na escola e na faculdade a paixão pela leitura e a facilidade em escrever sempre foram favoráveis pra mim, por isso, a ideia do blog surge como forma de expor meus conhecimentos e opiniões e ainda como hobby, compartilhando minhas experiências pessoais e profissionais.

Espero que as informações das postagens sirvam como fonte de pesquisa para meus clientes e amigos e como inspiração para suas próximas viagens!

                                                 10407013_436226163184462_6951147589658760968_n